segunda-feira, 22 de abril de 2013

PARQUE ECOLÓGICO DO TIETÊ

Fauna.


O parque Ecológico do Tietê em São Paulo, abriga também o primeiro centro de recuperação de animais silvestres instalado no país, que recebe animais doados ou apreendidos pela Polícia Florestal e pelo Ibama. Muitos desses animais apresentam ferimentos, às vezes irreversíveis, por agressões sofridas no convívio com o ser humano ou por maltrato nas mãos de traficantes de animais.
Em média 250 animais chegam ao parque mensalmente. São aves como araras, tucanos, papagaios, periquitos, pássaros pretos, coleirinhas e canários da terra. O répteis mais comuns são lagartos e jabutis e mamíferos: saguis, macacos-prego, quatis, gambás, antas e catetos. Ao chegarem ao Parque, os animais passam por uma avaliação realizada pela equipe técnica, composta por biólogos e veterinários, realizam exames clínicos e parasitológicos, recebem o tratamento necessário e alimentação adequada, e após um período de recuperação, realizado em viveiros e áreas de procriação são destinados a programas de soltura e repovoamento. Muitos animais, no entanto, não se adaptam mais à vida em liberdade e estão condenados a viverem isolados pelo resto da vida
Os animais recebidos recebem tratamento veterinário e adequação biológica para posteriormente serem devolvidos a natureza ou encaminhados para centros de conservação (criadores conservacionistas e zoológicos), conforme autorização do IBAMA.


The Tietê Ecological Park in São Paulo, also houses the first rehabilitation center for wild animals settled in the country, receiving animals donated or seized by the Forest Police and IBAMA. Many of these animals have injuries, sometimes irreversible, for aggressions in contact with humans or mistreatment at the hands of animal traffickers.
On average 250 animals come to the park every month. Are birds like macaws, toucans, parrots, parakeets, black birds, canaries and coleirinhas land. The most common reptiles are lizards and tortoises and mammals: marmosets, capuchin monkeys, raccoons, opossums, tapirs and peccaries. Arriving at the park, the animals undergo an evaluation by the technical team, comprised of biologists and veterinarians perform clinical and parasitological receive the necessary treatment and adequate food, and after a recovery period, conducted in nurseries and breeding areas programs are designed to release and restocking. Many animals, however, do not adapt more to life and liberty are condemned to live alone for the rest of life
The animals receive veterinary treatment received and biological suitability for later returned or forwarded to the nature conservation centers (creators conservationists and zoos), as authorized by IBAMA.

















Fotos: Designer 1berto Matos

segunda-feira, 15 de abril de 2013

ISABELLA TAVIANI





DESIGN OF MY UNIVERSE

Quantas crianças nunca sonharam em ser astronautas? Explorar o espaço, descobrir novos planetas e quem sabe até fazer amizade com seres extraterrestres… De volta ao Planeta Terra, a realidade pode ser muito mais dura para algumas delas, especialmente quando sua saúde está em risco.
A medicina faz uma parte do trabalho, mas é preciso lembrar que o psicológico pode influenciar no resultado. Então, criar ambientes coloridos e artísticos que contribuam com a recuperação dos pacientes infantis, estimulando sua imaginação, tem se tornado uma missão para hospitais mundo afora, como o Chelsea Children’s Hospital, na Inglaterra.
A partir do conceito My Universe, o estúdio de design Thomas.Matthews desenvolveu um projeto para as sete alas do hospital, criando um ambiente que funcionasse também como ferramenta terapêutica.
As ilustrações de Gilles Jourdan e Cecilie Barstad, do Giles & Cecilie Studio, e de Malika Favre foram essenciais para tornar cada uma das alas a casa de uma família de ETs, cada uma delas com características, comportamentos e expressões únicas. Destas, três já estão prontas. É o caso, por exemplo, da família de Marte, aventureira e que deseja voar a qualquer custo. Mesmo com as quedas e arranhões que colecionam, eles não desistem do sonho e continuam tentando.
Já a família Apollo tem uma pegada mais excêntrica e adotou todos os animais que já foram mandados para o espaço ao longo da história, enquanto a família Mercury é formada por árvores que adoram ler e têm muito conhecimento.
Também na Inglaterra, o Royal London Children’s Hospital inaugurou há algumas semanas a Woodland Wiggle, uma instalação interativa criada pelo artista Chris O’Shea e Nexus Interactive Arts, que coloca os pacientes dentro de um livro de histórias. Neste caso, o projeto conta com um cenário montado por brinquedos feitos em tecido macio, que se integra a um game interativo exibido em uma tela gigante. Todos os movimentos feitos pelas crianças no jogo foram pensados dentro de parâmetros terapêuticos.


How many children never dreamed of being astronauts? Explore space, discovering new planets and maybe even make friends with aliens ... Back to Planet Earth, the reality may be much harder for some of them, especially when your health is at risk.
The medicine is a piece of work, but we must remember that the psychological can influence the outcome. Then create colorful and artistic environments that contribute to the recovery of pediatric patients by stimulating their imagination, has become a worldwide mission to hospitals, such as Children's Hospital Chelsea in England.
From the My Universe concept, the design studio Thomas.Matthews developed a project for the seven wards of the hospital, creating an environment that also functioned as a therapeutic tool.
The illustrations of Gilles Jourdan and Cecilie Barstad, of Giles & Cecilie Studio, and Malika Favre were essential to make each wing to house a family of aliens, each with characteristics, behaviors and unique expressions. Of these, three are ready. This applies, for example, the Mars family, adventurous and want to fly at any cost. Even with the falls and scratches that collect, they do not give up the dream and keep trying.
Since the Apollo family has a footprint more eccentric and adopted all the animals that have been sent into space throughout history, while the Mercury family is formed by trees that love to read and have a lot of knowledge.
Also in England, the Royal London Children's Hospital opened a few weeks ago the Woodland Wiggle, an interactive installation created by artist Chris O'Shea and Nexus Interactive Arts, which puts patients into a storybook. In this case, the project has set up a scenario for toys made of soft fabric, which integrates an interactive game displayed on a giant screen. All movements made by children at play were thought within therapeutic parameters.











segunda-feira, 8 de abril de 2013

VANESSA DA MATA - EU SOU NEGUINHA




VANESSA DA MATA - EU SOU NEGUINHA

Eu tava encostado ali minha guitarra
num quadrado branco, vídeo papelão
eu era um enigma, uma interrogação
olha que coisa
mas que coisa à toa, boa, boa, boa, boa, boa
eu tava com graça...
tava por acaso ali, não era nada
bunda de mulata, muque de peão
tava em Madureira, tava na Bahia
no Beaubourg, no Bronx, no Brás
e eu, e eu, e eu, e eu
a me perguntar
eu sou neguinha?

era uma mensagem
lia uma mensagem
parece bobagem mas não era não
eu não decifrava, eu não conseguia
mas aquilo ia, e eu ia, e eu ia, e eu ia, e eu ia
eu me perguntava

era um gesto hippie, um desenho estranho
homens trabalhando, para e contramão
e era uma alegria, era uma esperança
era dança e dança ou não, ou não, ou não, ou não, ou não
tava perguntado:
eu sou neguinha?
eu sou neguinha?
sou neguinha.......
eu sou neguinha?
sou neguinha.......

eu tava rezando ali completamente
um crente, uma lente, era uma visão
totalmente terceiro sexo
totalmente terceiro mundo terceiro milênio
carne nua, nua, nua, nua, nua, nua
era tão gozado
era um trio elétrico, era fantasia
escola de samba na televisão
cruz no fim do túnel, beco sem saída
e eu era a saída, melodia, meio-dia, dia, dia, dia
era o que eu dizia:
eu sou neguinha?

mas via outras coisas: via o moço forte
e a mulher macia den’da escuridão
via o que é visível, via o que não via
e o que poesia e a profecia não vêem
mas vêem, vêem, vêem, vêem, vêem
é o que parecia
que as coisas conversam coisas surpreendentes
fatalmente erram, acham solução
e que o mesmo signo que eu tento ler e ser
é apenas um possível e o impossível
em mim, em mil, em mil, em mil, em mil
e a pergunta vinha:
eu sou neguinha?

domingo, 7 de abril de 2013

HOMEM - CUIDADOS PARA PELE DO ROSTO


Nivea For Men

Natura Homen

Vichy Homme

O Boticário Men

Dermage For Men


Produtos para pele oleosa 
Sabonetes em barra ou géis, com enxofre, ácido salicílico, extrato de hamamélis ou arnica são bons para reduzir a produção de sebo. Evite produtos com álcool, que provocam aumento da secreção sebácea como efeito rebote. A água quente também deve ser evitada, pois também pode aumentar a produção de sebo. A esfoliação pode ser utilizada duas vezes por semana, com produtos específicos para o rosto. A fotoproteção com produtos específicos é essencial. Procure produtos livres de óleo (oil free), como géis, séruns ou loções. 


Produtos para pele mista 
A maioria dos produtos para pele oleosa se adapta bem à pele mista. Sabonetes mais suaves e esfoliação menos frequente geralmente são recomendados. A esfoliação deve ser realizada apenas nas áreas mais oleosas, e pode ser apenas uma vez por semana. 

Produtos para pele normal 
O uso de sabonetes pode ser desnecessário. Para higiene, prefira espumas ou loções de limpeza. A esfoliação semanal não é necessária. Eventualmente podem surgir cravos e espinhas, então, se recomenda o uso de um produto secativo localizado. A fotoproteção pode incluir loções, cremes e géis-cremes. 

Produtos para pele seca 

A higiene deve ser realizada com cuidado, para não agravar o problema. Recomenda-se o uso de loções ou leites de limpeza, que também promovem uma hidratação suave. A hidratação geralmente faz-se necessária, associada ou não ao filtro solar. Recomendam-se produtos com antioxidantes, e com propriedades firmadoras/estimuladoras. 
A pele seca reage mais facilmente a diferentes substâncias, por isso se recomenda cautela na hora de associar múltiplos produtos. A fotoproteção é indispensável também pelo maior envelhecimento cutâneo. Prefira produtos com maior potencial hidratante, como ácido hialurônico, ureia e alantoína. 



Products for oily skin
Bar soaps or gels, sulfur, salicylic acid, extract of witch hazel or arnica are good for reducing sebum production. Avoid products with alcohol, causing increased sebum secretion as a rebound effect. The hot water should also be avoided because it can also increase the production of sebum. Exfoliation can be used twice a week with specific products for the face. Photoprotection with specific products is essential. Look for products free of oil (oil-free), such as gels, serums and lotions.

Products for combination skin

Most products for oily skin adapts well to combination skin. Soaps milder and less frequent exfoliation are usually recommended. Exfoliation should be performed only in the more oily and can be only once a week.

Products for normal skin

The use of soaps may be unnecessary. For hygiene, prefer foam or cleansing lotions. The exfoliation weekly is not required. Eventually blackheads and pimples may arise, then we recommend the use of a product secativo located. Photoprotection may include lotions, creams and gels, creams.

Products for dry skin

The hygiene should be performed with caution, not to exacerbate the problem. It is recommended the use of lotions or milks cleaning, which also promotes a smooth hydration. Hydration usually becomes necessary, with or without the sunscreen. Products are recommended with antioxidants and firming properties / stimulator.
Dry skin reacts easily to different substances, so caution is recommended when it comes to associate multiple products. Photoprotection is also indispensable for greater skin aging. Prefer products with the greatest potential moisturizer as hyaluronic acid, allantoin and urea.

Dicas da dermatologista Vanessa Sebastiani

( Site - http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/)

sábado, 6 de abril de 2013

Tudo Azul - Baby do Brasil



Sem Pecado e Sem juízo.

Dia após dia
Começo a encontrar
Mais de mil maneiras
De amar
Aqui nessa cidade
O pôr do sol e a paisagem
Vêm beijar luar
Doar felicidade
Tudo azul
Adão e Eva, e o paraíso
Tudo azul
Sem pecado e sem juízo
Tudo azul
Adão e Eva, e o paraíso
Tudo azul
Sem pecado e sem juízo
E todo dia livres
Dois passarinhos
Cantar
Pra esse amor
Super star
Sempre com
Tudo azul
Adão e Eva, e o paraíso
Tudo azul
Sem pecado e sem juízo
E todo dia livre
Dois passarinhos
Cantar
Pra esse amor
Superstar
Sempre feliz



quinta-feira, 4 de abril de 2013

Rua Ramalhete - Tavito



Rua Ramalhete - Tavito

Composição: Tavito e Ney Azambuja

Sem querer fui me lembrar
De uma rua e seus ramalhetes,
O amor anotado em bilhetes,
Daquelas tardes.
No muro do Sacré-Coeur,
De uniforme e olhar de rapina,
Nossos bailes no clube da esquina,
Quanta saudade!
Muito prazer, vamos dançar
Que eu vou falar no seu ouvido
Coisas que vão fazer você tremer dentro do vestido,
Vamos deixar tudo rodar;
E o som dos Beatles na vitrola.
Será que algum dia eles vêm aí
Cantar as canções que a gente quer ouvir?


Museu Lasar Segall



Museu Lasar Segall - Aberto diariamente das 11h as 19h.
( Fechado as Terças feiras.) Rua: Berta, 111 - Vila Mariana - São Paulo.
(Entrada Gratuita). Tel: 21590449


O Museu Lasar Segall, idealizado por Jenny Klabin Segall – viúva de Lasar Segall – foi criado como uma associação civil sem fins lucrativos, em 1967, por seus filhos Mauricio Segall e Oscar Klabin Segall. Está instalado na antiga residência e ateliê do artista, projetados em 1932, por seu concunhado, o arquiteto de origem russa Gregori Warchavchik.
Em 1985, o Museu foi incorporado à Fundação Nacional Pró-Memória, integrando hoje o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM do Ministério da Cultura , como unidade especial.
Além de seu acervo museológico, o Museu constitui-se como um centro de atividades culturais, oferecendo programas de visitas monitoradas, cursos nas áreas de gravura, fotografia e criação literária, projeção de cinema, e ainda abriga uma ampla biblioteca especializada em artes do espetáculo e fotografia.
O Museu, como órgão federal, é apoiado pela Associação Cultural de Amigos do Museu Lasar Segall – ACAMLS, uma sociedade civil sem fins lucrativos, viabilizada pela colaboração de instituições públicas e privadas, além de pessoas físicas que cooperam com o Museu.


The Lasar Segall Museum, created by Jenny Klabin Segall - widow of Lasar Segall - was created as a nonprofit civil association in 1967 by his sons Mauricio Klabin Segall and Oscar Segall. It is housed in the former residence and studio of the artist, designed in 1932 by his familiar, the architect of Russian origin Gregori Warchavchik.
In 1985, the Museum was incorporated into the National Pro-Memory Foundation, integrating today the Brazilian Institute of Museums - IBRAM the Ministry of Culture, as a special unit.
In addition to its museum collection, the museum was established as a center of cultural activities, programs offering guided tours, courses in printmaking, photography and creative writing, cinema projection, and still houses an extensive library specializing in the performing arts and photography.
The Museum, as a federal agency, is supported by the Cultural Association of Friends of the Museum Lasar Segall - ACAMLS, a nonprofit civil society, made possible by the collaboration of public and private institutions, and individuals who cooperate with the Museum.







terça-feira, 2 de abril de 2013

DRÃO GILBERTO GIL


NINA PANDOLFO

COM TRAÇOS SUAVES E DE PERSONALIDADE, ELA SE CONSAGROU COMO UM DOS NOMES MAIS FORTES, DA ARTE CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA, SUAS ARTES PODEM SER APRECIADAS TANTO NAS RUAS DO BAIRRO CAMBUCI EM SÃO PAULO, QUANTO EM GALERIAS DE ARTES PELO MUNDO.

WITH SOFT AND PERSONALITY TRAITS, SHE WAS CONSECRATED AS ONE OF THE STRONGEST NAME, THE BRAZILIAN CONTEMPORARY ART, ARTS MAY BE SEE  BOTH IN THE STREETS OF NEIGHBORHOOD CAMBUCI IN SÃO PAULO AND IN ART GALLERIES AROUND THE WORLD.